O Santa Maria Tecnoparque sediou nesta quarta-feira, 03, o evento de oficialização da Lei Complementar 112/2017, que reduz o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) das empresas prestadoras de serviços de informática de 4% para 2%.

A norma sancionada altera a Lei Complementar 02/2001, que estabelece, altera e consolida o Código Tributário do Município. A proposta do Executivo em reduzir a carga tributária busca estimular ainda mais a geração de empregos e de renda, além de facilitar a criação de novas empresas, já que este setor produz bens e serviços de alto valor agregado.

7daa910e-b179-4566-80fc-6adb94d951c2Tal alteração foi sugerida aos candidatos à prefeitura nas eleições de 2016, em documento elaborado pela Agência de Desenvolvimento de Santa Maria, por meio do Movimento A Santa Maria que Queremos, e entregue na Câmara de Vereadores de Santa Maria, no dia 12 de setembro daquele ano.

No material entregue aos concorrentes ao cargo de prefeito (acesse aqui), os voluntários do Grupo de Trabalho de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia destacaram como prioridade do setor a atualização da Lei Municipal de Inovação bem como a ampliação dos incentivos para empresas inovadoras, de base tecnológica.

Para o prefeito Jorge Pozzobom é preciso garantir às empresas acesso simplificado ao incentivo, sendo esta uma estratégia de atração e manutenção de investimentos inovadores no Município. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Ewerton Falk, com esse incentivo, Santa Maria se iguala aos grandes centros econômicos do país:

– Estamos criando ambientes que oportunizam a inovação no Município, com a igualdade de condições tributárias de grandes centros do país – complementou o secretário de Desenvolvimento.

Segundo o Diretor Presidente da ADESM, Ademir da Costa, este é um passo importante e que reforça o papel da Agência de Desenvolvimento junto à prefeitura na construção da Santa Maria que Queremos, especialmente no incentivo do empreendedorismo local:

– A redução da carga tributária de 4% para 2% demonstra visão de futuro do prefeito Jorge Pozzobom de fortalecer esta nova matriz produtiva do município mantendo as empresas aqui estabelecidas e atraindo outro playres para potencializar o setor – reforça.

 

Texto: Marielle Flôres (Jornalista MTb 13.943 – Assessora de Comunicação/ADESM)

Foto: Diogo De Gregori

Informações: www.santamaria.rs.gov.br

 

Comments are closed.