Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira, 22, na CACISM, o Grupo Gestor do Programa Santa Maria Segura definiu algumas questões a fim de dar continuidade ao trabalho que já soma um ano de empenho e dedicação na elaboração de conceitos e propostas que devem começar a ser colocadas em prática, bem como compartilhadas pelas instituições envolvidas, forças de segurança e comunidade em geral.

img_9113Dentre as definições, a escolha do Cel Worney Dellani Mendonça para a coordenação do Programa foi destaque. O ex-comandante do CRPO-C tem se dedicado intensamente à elaboração do projeto desde sua concepção, em maio de 2016, até o lançamento oficial do Santa Maria Segura, distribuição de material informativo, compilação de ações e contato com instituições para integrarem o Grupo Gestor.

Segundo definição do grupo, a próxima etapa deve contemplar o início efetivo das ações que abraçam as comunidades interessadas, bem como definir responsáveis para cada atividade proposta no programa. Além disso, a versão final do projeto deve ser entregue formalmente ao Prefeito Municipal Jorge Pozzobom com o objetivo de buscar apoio e respaldo junto ao executivo.

O que é?

O Programa Santa Maria Segura está inserido na filosofia de Polícia Comunitária com uma visão ampla que ultrapassa as barreiras da esfera policial e pretende mobilizar as autoridades, lideranças, instituições públicas e privadas e a sociedade em geral no enfrentamento das causas geradoras da violência e da criminalidade.

Objetivos

O programa visa promover ações voltadas a melhorar a segurança de Santa Maria por meio da mobilização das autoridades, lideranças representativas de segmentos e comunidades na participação e envolvimento na construção de projetos e adoção de medidas preventivas, estabelecendo uma cultura de corresponsabilidade no que se refere a segurança pública influenciando positivamente na redução dos índices de criminalidade e violência.

img_9115Segundo o coordenador do Santa Maria Segura, o Programa encontra forte sustentação na Constituição Federal em seu artigo 144 e especialmente na Constituição Estadual em seu artigo 126 quando cita que a sociedade participará, através dos Conselhos de Defesa e Segurança da Comunidade, no encaminhamento e solução dos problemas atinentes à segurança pública, na forma da lei”:

-Além disso, o programa Santa Maria Segura insere-se no Plano Estratégico de Desenvolvimento coordenado pela Agência de Desenvolvimento de Santa Maria por meio do Movimento A Santa Maria que Queremos, sendo reconhecido pelas autoridades dos Poderes, lideranças empresariais e comunitárias como uma importante ferramenta de construção de uma cidade melhor para todos.

O Programa Santa Maria Segura abraça projetos, como:

  • Distribuição de cartilhas, folderes e cartazes com dicas de segurança
  • Reuniões e treinamentos para segmentos específicos
  • Mapeamento das Associações Comunitárias
  • Projeto Inspira da Polícia Federal
  • Projeto de produção de Ração e Sabão Ecológico –  SUSEPE
  • Projetos integrados das Forças de Segurança, entre outros como o videomonitoramento do município

Para o Coordenador Técnico do Movimento A Santa Maria que Queremos da ADESM, Vilson Serro, o trabalho desenvolvido até então merece uma continuidade, pois iniciou ainda em 2011, no Fórum Temático de Segurança, que se empenhou em integrar as forças de segurança do Município em busca de um trabalho e objetivo comum:

-Juntos iremos nos dedicar para que Santa Maria tenha os melhores indicadores de Segurança Pública entre os municípios do RS com mais de 100 mil habitantes, garantindo a prevenção e o controle das manifestações de criminalidade e violência conforme previsto em nosso Plano Estratégico de Desenvolvimento – completou.

As próximas etapas previstas no programa devem ser compiladas e acompanhadas nas reuniões do Grupo Gestor que fará o acompanhamento das ações junto às instituições responsáveis.

Texto e fotos: Marielle Flôres (Jornalista MTb 13.943 – Assessora de Comunicação/ADESM)

 

Comments are closed.